top of page
banner_edited_edited.png
Monitorias Blog_edited.png
  • Foto do escritorEscola Monitorias

Escola construtivista: entenda o que é e como funciona

Atualizado: 24 de mar.


Estudante ajudando professora na lousa

A pedagogia construtivista é uma abordagem educacional que valoriza o aluno como protagonista do seu próprio aprendizado.


Desenvolvida pelo psicólogo suíço Jean Piaget, essa abordagem enfatiza a participação ativa dos estudantes no processo de aprendizagem, permitindo que eles construam seu conhecimento por meio de experiências práticas e reflexões sobre suas próprias ações.




Neste texto, exploraremos o conceito da pedagogia construtivista, seus princípios fundamentais e os benefícios que essa abordagem traz para o desenvolvimento dos alunos.


O que é a pedagogia construtivista?


A pedagogia construtivista é uma abordagem que coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem, considerando suas experiências, conhecimentos prévios e individualidade.


Diferentemente de métodos tradicionais, que privilegiam a transmissão de informações pelo professor, o construtivismo busca promover a construção ativa do conhecimento pelo aluno.


Como o método construtivista surgiu?


O surgimento do construtivismo está ligado à obra do biólogo e psicólogo suíço Jean Piaget, no século XX.


Embora muitos o vejam como uma abordagem de ensino, o construtivismo é, na verdade, uma teoria sobre como o conhecimento se desenvolve.


Primeira aula de reforço escolar grátis. Agende agora.

Piaget estudou o processo de aprendizagem das crianças, desde o nascimento até a adolescência, buscando compreender a origem do conhecimento humano.


Sua pesquisa levou à conclusão de que o aprendizado é um processo dinâmico no qual as crianças desempenham um papel ativo.


Elas constroem seu próprio conhecimento por meio da investigação e da descoberta, processo ao qual ele deu o nome de construtivismo.


Embora não seja um método de ensino em si, a teoria construtivista teve um impacto significativo na educação, influenciando práticas de ensino em todo o mundo.


No Brasil, essa influência se manifestou principalmente a partir dos anos 1980, com mudanças significativas na forma como a alfabetização infantil era abordada nas salas de aula.

Os estágios do desenvolvimento cognitivo na perspectiva construtivista de Piaget


O aprendizado, segundo o construtivismo de Piaget, é um processo que se desenvolve em quatro estágios, acompanhando o crescimento da criança desde o nascimento até o início da adolescência, quando ela alcança sua capacidade total de raciocínio.


Esses estágios são:


Sensório-motor (0 a 2 anos)


Neste estágio, que precede o desenvolvimento da linguagem, a criança começa a explorar o mundo ao seu redor.


Ela aprende a controlar seus reflexos básicos, como sucção, agarrar, puxar, engatinhar e andar, criando ações que lhe proporcionam prazer ou vantagem.


Pré-operatório (2 a 7 anos)


Com o desenvolvimento da linguagem, a criança começa a representar o mundo por meio de símbolos e palavras.


Ela pode narrar eventos passados, representar situações imaginárias e antecipar ações futuras.


Nesta fase, a criança começa a interagir socialmente, mas ainda não é capaz de compreender completamente o ponto de vista dos outros.


Operações concretas (7 a 11 anos)


Neste estágio, a criança começa a pensar de forma mais lógica e concreta.


Ela é capaz de resolver problemas que são baseados em sua própria experiência e compreende conceitos como reversibilidade, que lhe permite entender o tempo e o número de forma mais sofisticada.


Operações formais (a partir dos 11 anos)


Este estágio marca o início da idade adulta do ponto de vista cognitivo. A criança desenvolve habilidades de pensamento lógico e dedutivo, sendo capaz de relacionar conceitos abstratos e formular hipóteses.


Neste estágio, a criança também desenvolve um senso de autonomia e começa a adquirir habilidades de cooperação e reciprocidade.


O construtivismo acredita que o aprendizado deve seguir esses estágios de forma sequencial, respeitando o desenvolvimento natural da criança.


Quais são os princípios da pedagogia construtivista?


1. Aprendizagem como construção individual


Um dos princípios fundamentais do construtivismo é que cada aluno constrói seu conhecimento de forma individual.


O indivíduo passa por estágios de desenvolvimento cognitivo, e o professor deve adaptar suas estratégias de ensino para cada estágio, respeitando o ritmo de aprendizagem de cada estudante.


2. Papel ativo do aluno


Na pedagogia construtivista, o aluno desempenha um papel ativo na construção do conhecimento.


Ele é incentivado a explorar, questionar, experimentar e descobrir por si mesmo, em vez de apenas receber informações passivamente. Isso estimula o pensamento crítico, a autonomia e a criatividade dos estudantes.


3. Aprendizagem colaborativa


O construtivismo também valoriza a aprendizagem colaborativa, em que os alunos interagem entre si, trocam ideias, discutem e constroem conhecimento coletivamente.


Essa interação social promove a construção de significados compartilhados e o desenvolvimento de habilidades sociais importantes.


Aplicação prática da pedagogia construtivista


1. Aprendizagem baseada em projetos


Os alunos são desafiados a trabalhar em projetos que envolvem pesquisa, experimentação e resolução de problemas do mundo real. Isso estimula a curiosidade, o pensamento crítico e a autonomia.


Ensino fundamental em sala de aula aprendendo em grupo

2. Aprendizagem colaborativa


Atividades em grupo e discussões são promovidas para que os alunos compartilhem ideias, discutam conceitos e construam o conhecimento de forma colaborativa. Isso incentiva a comunicação, o trabalho em equipe e a empatia.


3. Uso de materiais concretos


Recursos tangíveis, como manipulativos, jogos e experimentos práticos, são utilizados para auxiliar na compreensão de conceitos abstratos. Esses materiais concretos proporcionam experiências sensoriais e facilitam a construção do conhecimento.


4. Ensino personalizado


Os professores são facilitadores do processo de aprendizagem, adaptando as atividades e os recursos de acordo com as necessidades individuais de cada aluno. Isso permite que cada estudante avance no seu próprio ritmo e seja desafiado de acordo com seu nível de habilidade.


Como a pedagogia construtivista difere da pedagogia tradicional?


A pedagogia tradicional é baseada na ideia de que o conhecimento é transmitido do professor para o aluno.


Primeira aula particular grátis. Agende agora.

Os alunos são vistos como receptores passivos de informações e devem memorizar fatos e conceitos para serem bem-sucedidos na escola.


Na pedagogia construtivista, os alunos são vistos como construtores ativos do conhecimento.


Eles são incentivados a explorar, experimentar e fazer perguntas para construir uma compreensão mais rica e profunda do mundo ao seu redor.


Benefícios da abordagem centrada no aluno


A abordagem centrada no aluno traz consigo uma série de benefícios significativos para o processo de aprendizagem. Entre eles estão:


1. Desenvolvimento de habilidades cognitivas


A pedagogia construtivista promove o desenvolvimento de habilidades cognitivas essenciais, como o pensamento crítico, a resolução de problemas e a criatividade.


Ao serem estimulados a investigar e refletir sobre o que aprendem, os alunos se tornam mais capazes de analisar, sintetizar e aplicar conhecimentos em diferentes contextos.


2. Motivação intrínseca


Ao permitir que os alunos tenham um papel ativo no processo de aprendizagem, a abordagem centrada no aluno aumenta sua motivação intrínseca.


Professora explicando lição para menina

Quando os estudantes se sentem parte do processo de construção do conhecimento, têm mais interesse e engajamento, o que contribui para um aprendizado mais significativo e duradouro.


3. Autonomia e responsabilidade


A pedagogia construtivista também promove a autonomia e a responsabilidade dos alunos em relação ao seu próprio aprendizado.


Ao serem incentivados a tomar decisões, definir metas e monitorar seu progresso, os estudantes desenvolvem habilidades de autogestão e se tornam mais responsáveis por seu processo de aprendizagem.


4. Aprendizagem significativa


A abordagem centrada no aluno favorece a construção de conhecimentos de forma significativa.


Ao relacionar os conteúdos com experiências prévias, interesses e necessidades dos alunos, o processo de aprendizagem se torna mais relevante e contextualizado, facilitando a compreensão e a aplicação dos conceitos aprendidos.


5. Preparação para a vida


A pedagogia construtivista prepara os alunos para lidar com os desafios do mundo contemporâneo.


Ao desenvolver habilidades como pensamento crítico, resolução de problemas, trabalho em equipe e comunicação efetiva, os estudantes adquirem competências essenciais para a vida pessoal, acadêmica e profissional.


Preparando os alunos para um mundo em constante mudança através da pedagogia construtivista


A pedagogia construtivista coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem, permitindo que ele construa ativamente seu conhecimento por meio de experiências práticas e reflexões.



Essa abordagem promove o desenvolvimento cognitivo, habilidades essenciais e uma compreensão significativa dos conteúdos.


o adotar a pedagogia construtivista, os educadores capacitam os estudantes a se tornarem aprendizes independentes, críticos e motivados, preparando-os para enfrentar os desafios do mundo contemporâneo.


Reforço escolar Monitorias: seu filho superando desafios

A Monitorias é a solução ideal para o reforço escolar do seu filho! Nossa equipe de especialistas está pronta para ajudá-lo a superar todas as suas dificuldades e alcançar o sucesso. Agende agora mesmo a sua primeira aula experimental gratuita.

Comments


Outros artigos

BANNER-1_edited_edited.png
BANNER-2_edited.jpg
BANNER-3_edited.jpg
bottom of page