top of page
banner_edited_edited.png
Monitorias Blog_edited.png
  • Foto do escritorEscola Monitorias

Coordenação motora grossa: guia completo para pais e educadores

Atualizado: 5 de jun.

Crianças correndo na rua

A infância é uma fase mágica repleta de descobertas e aprendizados. E entre as habilidades que se desenvolvem nessa época crucial da vida, a coordenação motora grossa se destaca por ser fundamental para o crescimento e a autonomia das crianças.




Mas o que exatamente é essa tal coordenação motora grossa? Como ela se desenvolve ao longo dos anos? E quais atividades podemos realizar para estimular esse desenvolvimento?


Neste guia completo, vamos desvendar os mistérios da coordenação motora grossa, traçando um panorama abrangente e acessível para pais e educadores.


Banner Monitorias para agendar aula teste experimental

Prepare-se para uma jornada recheada de informações, dicas e atividades que vão te ajudar a acompanhar de perto o desenvolvimento da coordenação motora grossa do seu pequeno!


O que é coordenação motora grossa?


Em resumo, a coordenação motora grossa se refere à capacidade de realizar movimentos amplos e complexos que envolvem os grandes grupos musculares do corpo, como pernas, braços, tronco e cabeça.


Essa habilidade é essencial para realizar diversas atividades do dia a dia, como andar, correr, pular, subir escadas, chutar bola, pegar objetos e até mesmo se equilibrar.


Como se desenvolve a coordenação motora grossa?


O desenvolvimento da coordenação motora grossa segue um ritmo natural e gradual ao longo da infância, desde os primeiros meses de vida até a idade adulta.


Cada fase apresenta marcos importantes e desafios específicos que contribuem para o aprimoramento dessa habilidade essencial.


Fases do desenvolvimento da coordenação motora grossa


0 a 6 meses


  • Controle da cabeça e do pescoço: a criança começa a erguer a cabeça, controlar os movimentos do pescoço e a se virar de bruços para o lado.


  • Sentar sem apoio: aos 6 meses, a maioria das crianças já consegue se sentar sem apoio.


  • Engatinhar: o engatinhar é um marco importante que contribui para o fortalecimento dos músculos e para o desenvolvimento da coordenação motora grossa.


Bebê sentando sem apoio

6 a 12 meses


  • Puxar para se levantar: a criança começa a se puxar para se levantar, utilizando os móveis como apoio.


  • Dar os primeiros passos: por volta dos 12 meses, a maioria das crianças já consegue dar os primeiros passos sem apoio.


  • Escalar: a criança demonstra interesse em subir em móveis e explorar diferentes alturas.


12 a 24 meses


  • Caminhar com segurança: a criança caminha com mais segurança e desenvolve a coordenação entre os membros inferiores e superiores.


  • Subir e descer escadas: a criança aprende a subir e descer escadas, segurando-se no corrimão.


  • Chutar bola: a criança começa a chutar bola com mais precisão e coordenação.


2 a 5 anos


  • Correr: a criança corre com mais velocidade e desenvolve a coordenação entre os diferentes grupos musculares.


  • Pular: a criança aprende a pular com os dois pés juntos e com um pé só.


  • Andar de bicicleta: a maioria das crianças consegue andar de bicicleta com rodinhas aos 3 anos e sem rodinhas aos 5 anos.


Bebê engatinhando

5 a 10 anos


  • Habilidades mais complexas: a criança desenvolve habilidades mais complexas, como pegar e lançar objetos com precisão, subir em árvores, fazer embaixadas com a bola e praticar esportes que exigem coordenação e agilidade.


  • Aprimoramento contínuo: o desenvolvimento da coordenação motora grossa continua ao longo da infância e da adolescência, aperfeiçoando-se ainda mais com a prática regular de atividades físicas e jogos que estimulam essa habilidade.


Atividades para desenvolver a coordenação motora grossa


  • Brincadeiras livres: as brincadeiras livres são fundamentais para o desenvolvimento da coordenação motora grossa, pois permitem que a criança explore o mundo ao seu redor, experimente diferentes movimentos e se divirta enquanto aprende.


  • Atividades estruturadas: algumas atividades estruturadas, como jogos com bola, brincadeiras de subir e descer, atividades com música e dança, também podem contribuir para o desenvolvimento da coordenação motora grossa.


  • Circuitos de atividades: os circuitos de atividades são uma ótima forma de estimular a coordenação motora grossa de forma lúdica e divertida. Eles podem ser criados utilizando diversos materiais, como cones, caixas, cordas e obstáculos.


  • Esportes: a prática de esportes, como futebol, basquete, natação e ginástica, também é uma excelente maneira de estimular a coordenação motora grossa.


Garota pequena praticando esporte

Importância da coordenação motora grossa e sinais de alerta


O desenvolvimento adequado da coordenação motora grossa traz diversos benefícios para a vida das crianças. Entre eles, podemos destacar:


  • Melhora da autonomia: à medida que a coordenação motora grossa se desenvolve, a criança ganha autonomia para realizar atividades do dia a dia, como se vestir, comer sozinha e brincar de forma independente.  Isso contribui para a sua autoconfiança e autoestima.


  • Exploração do ambiente: a coordenação motora grossa permite que a criança explore o ambiente ao seu redor com mais facilidade e segurança. Ela consegue subir em escadas, correr atrás dos amigos, pegar objetos e brincar com mais liberdade.


Banner Monitorias para agendar aula teste experimental

  • Melhora do condicionamento físico: as atividades que estimulam a coordenação motora grossa também contribuem para o fortalecimento muscular, o desenvolvimento do equilíbrio e o condicionamento físico da criança.


  • Desenvolvimento cognitivo: estudos apontam que existe uma relação entre a coordenação motora grossa e o desenvolvimento cognitivo.  A movimentação corporal contribui para o desenvolvimento da percepção espacial, da memória e da concentração.


  • Habilidades sociais: brincadeiras que envolvem a coordenação motora grossa, como jogos de grupo e esportes, também contribuem para o desenvolvimento das habilidades sociais, como o trabalho em equipe, a comunicação e a cooperação.


No entanto, é importante ficar atento a alguns sinais de alerta que podem indicar um possível atraso no desenvolvimento da coordenação motora grossa. 


Se você perceber que a sua criança apresenta alguma das características abaixo, converse com o pediatra para uma avaliação:


  • Atraso no alcance dos marcos do desenvolvimento motor: cada fase da infância possui marcos importantes relacionados à coordenação motora grossa.  Se a criança não estiver demonstrando interesse ou capacidade para realizar atividades esperadas para a sua idade, é importante investigar as causas.


  • Dificuldade com tarefas simples: dificuldade para subir e descer escadas, segurar objetos com firmeza, pular ou correr com coordenação.


  • Falta de equilíbrio: quedas frequentes sem motivo aparente podem indicar problemas de equilíbrio e coordenação.


  • Falta de interesse em se movimentar: algumas crianças demonstram pouca disposição para brincadeiras que envolvem a coordenação motora grossa, preferindo atividades mais passivas.


É importante lembrar que o desenvolvimento da coordenação motora grossa varia de acordo com o ritmo individual de cada criança. 


No entanto, caso você tenha alguma dúvida ou preocupação, não hesite em buscar orientação do pediatra. 


O diagnóstico precoce e a intervenção adequada podem fazer toda a diferença no desenvolvimento da criança.


Conclusão


A coordenação motora grossa é uma habilidade fundamental para o crescimento e a autonomia das crianças. 


Ao compreender o que é, como se desenvolve e quais atividades podemos realizar para estimular esse desenvolvimento, pais e educadores podem desempenhar um papel fundamental na jornada de aprendizado dos pequenos.


Lembre-se, a infância é uma fase de descobertas e brincadeiras. Incentive o movimento livre, a exploração do ambiente e a participação em atividades lúdicas que estimulem a coordenação motora grossa. Afinal, brincando é que se aprende e se desenvolve!


Banner Monitorias para agendar aula teste experimental

A Monitorias conta com uma equipe especialista em educação que pode ajudar seu filho em várias dificuldades escolares. Que tal agendar uma aula individual e gratuita para conhecer na prática essa experiência? Entre aqui e agende sua aula agora mesmo.

Comentarios


Outros artigos

BANNER-1_edited_edited.png
BANNER-2_edited.jpg
BANNER-3_edited.jpg
bottom of page